Semana
da Música 2020

Participe da Semana da Música 2020, uma semana de encontros que contará com a participação de professores dos nossos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Música, ex-alunos e palestrantes convidados especialmente para dividir sua experiência e abordar temas relevantes, relacionados às áreas de CantoInstrumentoComposiçãoRegência Licenciatura

A edição 2020 será realizada na plataforma Zoom, de 13 a 16/10.

Para garantir sua participação, acesse Semana da Música 2020, confira a programação e inscreva-se!

 

Programação

13/10/2020 (Terça-feira)

09h30 às 11h: “A VOZ NÔMADE E A ESCUTA DE SI: AS INVESTIGAÇÕES DE DEMETRIO STRATOS (1945-1979)”, com Janete El Haouli  Mediação: Professora Joana Mariz

Janete El Haouli é musicista, artista sonora/radiofônica, produtora cultural e pesquisadora. Professora na Universidade Estadual de Londrina (UEL) entre 1981 a 2011 e doutora pela USP, desenvolveu projetos comissionados de criação radiofônica para a WDR de Colônia (Stratosound) e para a DeutschlandRadio de Berlim/WDR, com o músico Hermeto Pascoal (Brasil Universo), entre outros. Sua pesquisa sobre a voz de Demetrio Stratos alcançou projeção internacional e foi publicada como livro na Itália em 1999, no Brasil em 2002, e no México em 2006.

 

11h10 às 12h40: “PIANO BRASILEIRO – ENCONTRO COM SALOMÃO SOARES”, com Salomão Soares Mediação: Professora Mariô Rebouças

Com apenas 30 anos, Salomão Soares vem se destacando como uma das grandes revelações da nova geração de pianistas brasileiros. Vencedor do Prêmio MIMO Instrumental 2017 e finalista do Piano Competition no Festival de Montreux 2017. Paraibano, radicado em São Paulo, Salomão é pianista, arranjador e compositor. Com 4 discos gravados, dentre eles “Chão de Flutuar” com a cantora e compositora Vanessa Moren, já dividiu palco com Hermeto Pascoal, Leny Andrade, Filó Machado, Vinicius Dorin, Itiberê Zwarg e Toninho Ferragutti entre tantos outros.


14h às 15h30: “ONDE ESTÁ O DINHEIRO? RELAÇÕES ENTRE TECNOLOGIA E MERCADO NA MÚSICA DO SÉCULO XX”, com Naira Marcatto  Mediação: Professor Sergio Molina

Através da perspectiva da inserção do profissional da música no cenário mercadológico, o encontro tratará sobre a história da indústria fonográfica no Brasil, a influência da tecnologia sobre seu desenvolvimento e sobre os nichos de concentração de bens nesse contexto. Naira Marcatto é cantora, ensaísta e pesquisadora. Graduada na Santa Marcelina, onde cursa a pós-graduação em Canção Popular, estudou canto com Regina Machado, Joana Mariz e Ná Ozzetti. Atua como professora de Canto Popular e História da Música Popular.

 

14/10/2020 (Quarta-feira)

 

9h30 às 11h: “FACULDADE SANTA MARCELINA E UNIVERSIDAD CATÓLICA ARGENTINA: PRIMEIRO ENCONTRO BRASIL- ARGENTINA DE REGÊNCIA”

Debatedores: María Laura Muñiz (ARG.), Lucía Zicos (ARG.), Emiliano Patarra (BRA.) e Deborah Rossi (BRA.)

 

11h10 às 12h40: “ALÉM E AQUÉM DESSA COISA CHAMADA MÚSICA: INSTRUÇÕES DE USO”, com Professores Matheus Bitondi e Leonardo Martinelli 

A pergunta “o que é música?” não é algo trivial de ser respondido. Mas mais difícil ainda é tentar entender “o que não é música”, ainda que por esse caminho possamos compreender melhor os critérios, valores, hábitos, conceitos e preconceitos que compõe a definição de música, seja de uma única pessoa, seja de uma sociedade como todo. Nesta conferência, Matheus Bitondi e Leonardo Martinelli, compositores e professores na Faculdade Santa Marcelina, farão um investigação-especulação sobre as diferentes ideias, práticas e usos feitos com essa coisa tão esquisita, chamada “música”.

 

14h às 15h30: “ALTERNATIVAS PANDÊMICAS: UM OLHAR PESSOAL SOBRE AS PERSPECTIVAS ATUAIS DA PRODUÇÃO DE CONTEÚDO MUSICAL”, Luca Frazão e Caio Barbosa  Mediação: Professora Paola Picherzky

Luca Frazão é graduado em violão popular pela Faculdade Santa Marcelina e fez especialização em 7 cordas na EMESP. Já gravou ao lado de artistas como Tom Zé, Juçara Marçal, Arrigo Barnabé, Ricardo Herz e Carlinhos Antunes. Integrante da banda Os Amanticidas, foi 3 vezes contemplado pelo ProAC. Caio Barbosa formou-se em 2015 em violão erudito e, posteriormente, concluiu o quarto ciclo em percussão popular na EMESP em 2018. Ambos participam dos grupos Choro da Quitanda e da Semiorquestra, que lançou em 2019 seu primeiro disco intitulado "Jogos e Quitutes".  

 

15/10/2020 (Quinta-feira)

 

9h30h às 11h: “CANTO E FLAUTA - SOPRO E VOZ: EXPLORANDO AS POSSIBILIDADES DE CANTAR E TOCAR FLAUTA TRANSVERSAL SIMULTANEAMENTE”, com Daniel Allain  Mediação: Fernando Correa

Daniel Allain é bacharel em flauta pela ECA/USP e primeiro flautista da Orquestra Jazz Sinfônica. Integrante do grupo de choro Papo de Anjo e do Quarteto Sonoro, participa também da banda do multiartista Antônio Nóbrega. Participou de shows e gravações com Dominguinhos, Egberto Gismonti, Edu Lobo, Ivan Lins, Dori e Nana Caymmi, entre outros. Acaba de lançar dois álbuns em 2020.  

 

11h10 às 12h40: “SAMBA DE BATERIA: A LINGUAGEM DO SAMBA PARA BATERISTAS E PERCUSSIONISTAS”, com Diego Zangado e Fernando Baggio  Mediação: Professor Edu Ribeiro

Trata-se de uma ampla pesquisa das origens do gênero, sua evolução e adaptações para a bateria. Com prefácio escrito pelo compositor, sambista e pesquisador Nei Lopes, o resultado se apresenta como um estudo sobre as origens do samba e seus caminhos de adaptação para o kit de bateria (drumset), com base na linguagem particular dos ritmos das escolas e rodas de samba.

 

11h10 às 12h40: “BAIXO CONTÍNUO, PARTIMENTO E ENSINO MUSICAL NO SÉC. XVIII”, com Isabel Kanji  Mediação: Professor Victor Castellano

O ensino musical do Séc. XVIII integrava simultaneamente o estudo da harmonia, do contraponto, da improvisação, da composição e da execução musical como um todo. Esta palestra tem como objetivo explicar como funcionava este ensino e como podemos aprender com estes exemplos no ensino musical moderno. Isabel Kanji é mestre pela ECA/USP, tendo se especializado em cravo com Alessandro Santoro na EMESP e Jacques Ogg tanto no Brasil quanto no exterior. Atua como cravista acompanhadora na classe de canto barroco de Marília Vargas na EMESP e como camerista em diversas formações.

 

14h às 15h30: “POR UMA EDUCAÇÃO MUSICAL INTEGRADORA: REFLEXÕES SOBRE UMA EDUCAÇÃO REIVINDICADA PELO SÉC. XXI”, com Carlos Kater  Mediação: Professora Maristela Loureiro

Serão tratadas nesta palestra algumas das problemáticas características da contemporaneidade em paralelo com proposições alternativas de educação musical que se oferecem como respostas práticas válidas hoje. Uma abordagem de visão integradora de educação musical será apresentada com ilustrações (áudio e vídeo), trazendo à cena o papel central desse profissional atuante, seja em escolas púbicas, particulares, no ensino infantil, de jovens ou adultos, dentro e fora das salas de aula. Carlos Kater é educador, musicólogo e compositor, Doutor pela Universidade de Paris IV – Sorbonne e Professor Titular pela EM/UFMG. Criador e coordenador do projeto “A Musica da Gente”.

 

16/10/2020 (Sexta-feira)

 

9h30h às 11h: “ENTRE O ESCRITO E O NÃO ESCRITO: PROCESSOS DE CRIAÇÃO A PARTIR DE PARTITURAS GRÁFICAS, PROCESSOS INDETERMINADOS E IMPROVISAÇÃO ESTRUTURADA”, com Professor Sergio Kafejian 

O uso de partituras gráficas, partituras prescritivas e processos de improvisação dirigida tem sido frequente desde o fim dos anos de 1950. Nesse encontro, iremos abordar um pouco das possibilidades que esses recursos oferecem quando aplicados a práticas musicais nos âmbitos da criação e da pedagogia musical. Kafejian é mestre pela Brunel University (Londres) e Doutor pela UNESP. Entre 2016 e 2019 desenvolveu pesquisa de Pós-Doutorado na Música USP. Entre os prêmios recebidos destacam-se os Prix Residence (1998), Prix pour ouevre electroacoustic avec instrument (2008/Bourges), os Prêmios de Composição Clássica da Funarte (2009, 2014) e o Prêmio de Composição Orquestral Gilberto Mendes (2008).

 

11h10 às 12h40: “O ENSINO DO PIANO: UM PANORAMA SOBRE O TEMA NO BRASIL E NO EXTERIOR” Mediação da Mesa redonda: Professor Luiz Guilherme Pozzi

Mesa redonda com a participação da Dra. Rosa Maria Tolon Marin, formada em Havana e Moscou, pianista e professora radicada em Bauru (SP) há 20 anos; Dra. Iracele Vera Livero, atuou como professora de piano no bacharelado na USC de Bauru e na UNESP/SP. Atualmente é parte do corpo docente da EMESP; Dr. Vicente Della Tonia Junior, professor e coordenador da área de piano Georgia State University, doutor em piano e pedagogia do piano pela University of South Carolina.

 

11h10 às 12h40: “QUATRO NOVAS PUBLICAÇÕES PARA CONTRABAIXO” Mediação da Mesa redonda: Professor Zeli Silva

Mesa redonda com os autores e professores Marcos Paiva (“O contrabaixo na Roda de Choro), Glauco Solter (“Levadas Brasileiras”), Francisco Falcon (“O Contrabaixo no Choro”) e Zeli Silva (“Transcrições Vol.1”).

 

14h às 15h30: “GAROTO - VIVO SONHANDO”, com Lucas Nobile Mediação: Professores Sergio Molina e Paola Picherzky

Debate com Lucas Nobile, jornalista, idealizador e pesquisador do documentário “Garoto - Vivo Sonhando” (2020), também autor de “Raphael Rabello: o violão em erupção” (Ed. 34, 2018) e de “Dona Ivone Lara: a primeira-dama do samba” (Sonora Editora, 2015).